terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Another Way to Die

Acho que hoje foi o pior dia da minha vida!
E digo, não tou a exagerar...
Não os vou revelar.. não é apropriado..

Só quero deixar aqui o registo que: consegui preocupar muita gente agora. É e não é bom saber isso.

Acabei de passar a pior experiência da minha vida.
Numa forma indirecta, obrigada Carlos!

Como referi no Post abaixo, encontrei as minhas cartas Pokémon. Mas, quando dio que encontrei, não quer dizer que estas estejam num lugar alcançável.

Não sei porque, o Carlos pediu-me eu eu amanha as levasse, coisa que não vai acontecer, mas, eu tentei tira-las.

As cartas estavam ao lado de um livro que eu estou a precisar. (foi só por isso que eu encontrei as cartas) E, eu decidi tirar as duas coisas de uma vês.

Haam, foi a melhor foto que eu consegui para explicar. Na foto acima apresentada, está um canto do meu quarto. do lado esquero da secretaria, existe um roupeito na parede e como dá para reparar, o tecto não é paralelo ao chão. O tecto vai subindo dos 2 metros aos 4 metros. e o roupeiro, nos 3 metros e meio estabiliza e, ele é composto por duzas zonas (que interessante) e na zona de cima, é aonde estão montes de caixas de plastico cheias de livros e tralhas velhas.

Então, eu para conseguir chegar lá, decidi ir buscar o unico escadote que consegui encontrar. Ele tem só dois degraus, e apesar dos meus um metro e setenta e quatro, isso não me chgou para alcançar a caixa e por isso, agora vem a parte inteligente, eu decidi ir buscar um bando.

Já não era a primeira vez que eu tinha feito isto, e, o banco era de verga e de dois lugares. Dava para prender na perfeição o escadote num lugar do banco, e do outro, ter impulso para subir.

Finalmente alcancei a caixa. mas, a caixa, para meu desastre, derrapou um bocado e andou para a minha direcção.

Aqui a parva da catarina estava a fazer força e, com a minha força a puxar a caixa para mim, e o deslise da caixa na minha direcção, fez com que, tudo acontecesse muito rapido.

O escadote deslisa e cai em cima da secretaria. Nessa altura eu ainda estava em cima dele.

Depois, eu numa tentativa de endireitar o escadote em cima do banco de novo (comigo em cima do escadote), o escadote anda de mais e cai no chão.

Com o efeito, eu caio de costas em cima da outra parte do banco e, como se isso ainda não bastasse, o banco move e eu caio em cima do escadote com o meu lado esquerdo.

Emquanto eu caio para o escadote, aleijo o meu braço esquero e, o banco cai para o lado e cai em cima do meu pulso direito.

Recapitulando:
  1. Dor nas costas;
  2. Braço esquerdo;
  3. Pulso direito.
Para melhorar as coisas, ocorreu-me o pensamento de: 'ainda estou em recuperação por causa de uma costela partida, ha ja algum tempo'

Fiquei 5 minutos no chão com medo de me mexer pois tinha medo de ter partido alguma coisa.

e o mais ironico disto tudo, foi que, o escadote deslisou se mais e saiu fora, porque eu me assustei!
Estava com as colunas no maximo e tinha-me esquecido que estava a dar uma musica que nos primeiros 2 minutos não tem som, e so depois começa. a musica começou: NÃO EU NÃO SOU UM FANTAS-ME, EU ESTOU CADA VEZ MAIS VIVO

Digo mesmo... foi horrivel... de qualquer das formas, espero não repetir a proeza...

2 comentários:

hayleysgoodbye disse...

AHAHAH o que eu me estou a rir á tua pala XDDD
{obrigada carlos} XDD

O Anónimo Que, Pelo Que Parece, É Mais Baixo Do Que Tu disse...

um metro e setenta e quatro


Oh diabo, és mais alta do que eu. 4 centímetros.